As 10 melhores anisongs de 2014 (Parte 2)

BokuraNoOngaku15112013_NanaMizuki

A deusa está aqui, então pode surtar à vontade! MUAHAHAHAHAHA

Segunda e última parte do post 「As 10 Melhores Anisongs de 2014」 está aqui! Esta seleção está tão surtante quanto à Parte 1, então não liguem se alguma CAPS LOKA ser ativada no meio do caminho.

Música de fundo em episódios de Aldnoah.Zero
Artista: Mika Kobayashi (未郁小林)
Música:「BRE@TH//LESS」

Já não basta ter cantado a mítica música βίος em Guilty Crown, a serena Bauklotze em Shingeki no Kyojin e o hino Before my body is dry em Kill la Kill, Mika Kobayashi tinha que se destacar novamente por cantar outra excelente insert song, sendo esta BRE@TH//LESS, que apareceu em inúmeras cenas de Aldnoah Zero. O vídeo acima destaca um determinado momento do episódio onze, em que os terráqueos fazem preparativos para a batalha final contra os marcianos; a sequência poderia ser mais uma cena do animê, porém, com a inserção do vocal de Kobayashi a animação se transforma em uma verdadeira chamada que clama por guerra, batalhas, sobrevivência, vitória e sucesso. A OST do animê é a pior da carreira de Hiroyuki Sawano, pois possui cinco boas músicas dentro de 20 faixas deste álbum, mas não é por isso que ele deixa de ser um ótimo de compositor, tanto que acerta muitas vezes e esta canção da qual destaco é um bom exemplo.

Música de fundo em episódios de Cross Ange: Tenshi to Ryuu no Rondo
Artista: Nana Mizuki (水樹奈々)
Música:「Towagatari ~Hikari no Uta~」(永遠語り〜光ノ歌〜)

HAJIMARI NO HIKARI! KIRAKI KIRAKI! OWARI NO HIKARI… RU RA RA RI RA~ KAESAN EL RAGNA SUNADOKEI WO… TOKI WA AFUREN… RU RA RA RI RA~ Algo que me chamou atenção quando divulgaram o cast e a staff de Cross Ange foi justamente que a trilha sonora seria composta por uma cantora: Akiko Shikata. Shikata tem um estilo baseado em música céltica com bastante arranjos líricos e chegou a cantar opening de Umineko no Kaku Koro Ni, ending de Tales of Symphonia e cantará a segunda ending de Akatsuki no Yona ano que vem. Sua composição tem um estilo próprio e isso faz com que a OST de Cross Ange possa ser considerada seguramente uma das melhores do ano, pois não há uma única música ruim nas 25 canções que compõem o álbum. A música da qual destaco acima é a segunda faixa da OST e é cantada pela rainha das anisong, Nana Mizuki, que tem uma das vozes mais belas do Japão atualmente e acredito que Towagatari ~Hikari no Uta~ seja o suficiente para provar isto. Cante! Cante, pois agora nosso desejo é forte, muito forte!

Tema de abertura de Shingeki no Bahamut: Genesis
Artista: SiM
Música:「EXiSTENCE」

Que dúvida se esta música aparecia aqui ou não. Fiquei horas decidindo entre ela e o tema de abertura de Parasyte – Kiseijuu, Let Me Hear da banda Fear, and Loathing in Las Vegas. Então, por que escolhi EXisTENCE? Caso comparemos uma à outra, ambas possuem o mesmo estilo de hard rock e metal alternativo, porém percebam que a opening de Bahamut possui mais arpejos e variações instrumentais, enquanto a de Parasyte se mantém num mesmo timbre, fazendo-me escolher pela dificuldade da cifra da música. A banda SiM consegue ainda transmitir através desta música uma mensagem de reafirmação do ser humano com letras que provocam a sociedade de modo geral, além de incitar independência e poderio, afinal, I’m the only the one who can save myself! É como se estivéssemos sentindo a ira de Bahamut através desta canção dando uma ótima preparação para assistir a cada episódio fantástico deste animê.

Tema de encerramento de Gundam: G no Reconguista
Artista: Daisuke Hasegawa (ハセガワダイスケ)
Música:「G no Senkou」(Gの閃光)

TSUKAME PURAIDO! TSUKAME SAKKUSESU! GENKI NO G WAAAAAAAAA! HAJIMARI NO GGGGGGGGGGGGGGGGGG! G NO RECONGUISTAAAAAAAAAAAAA! G NO RECONGUISTAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA! O melhor tema de encerramento do ano não poderia faltar aqui nesta seleção! A canção G no Senkou somada à animação animadora que a Sunrise criou para esta ending de G-Reco passa uma enorme sensação de alegria e alívio após assistir um episódio com tantos diálogos, informações, reviravoltas e sentimentos. Entretanto, esta música vai além disso, G no Senkou carrega a responsabilidade de sensibilizar uma geração com sua mensagem, pois este sempre foi o objetivo de Gundam, não é diretor Tomino? Você não queria sensibilizar e homenagear uma geração que sofreu na guerra ao criar a franquia Gundam? E o futuro? O que a atual geração japonesa quer? O que a atual geração japonesa precisa? Acredito que a resposta está logo abaixo através de uma tradução que fiz da versão TV da música! Como fui eu quem fez a tradução, pode conter erros e até adaptei algumas partes para fazer sentido ao Português, portanto, sinta-se livre para correções ou dicas, mas a mim o mais importante é conseguir transmitir o que G no Senkou representa. Será que vou conseguir?

Nós podemos ficar bem sim! Nós podemos ficar bem sim! Estenda suas mãos e tente alguma coisa! Continue andando em frente e tente de novo! Só porque não sabemos o que vai acontecer amanhã, não é motivo pra ficar parado, senão nada vai começar. Levante e comece a andar! Comece a correr quando você passar pelo “start” para ir em direção a um futuro brilhante. Agarre o orgulho! Agarre o sucesso! O “G” que tem na “coragem” é o G do começo! Uma “reconquista” em G!

Tema de abertura de Shigatsu wa Kimi no Uso
Artista: Goose House
Música:「Hikaru Nara」(光るなら)

KIMI DA YO! KIMI NAN DA YO! OSHIETE KURETAAAAAAAAAAAAAAAA! KURAYAMI MO HIKARU NARA HOSHIZORA NI NARUUUUUUUUUUUUU! KANASHIMI MO EGAO NI MOU KAKUSANAIDEEEEEEEEE! KIRAMEKU DONNA HOSHI MO KIMI WO TERASU KARAAAAAAAAAAAAAAA! Essa música é mágica, não? Hikaru Nara é a incontestável anisong do ano apresentando uma melodia extremamente agradável, assim como ótimos vocais, e essa somatória acaba transmitindo a quem escuta uma paz interior sem igual. A letra? Que composição romântica maravilhosa! É aquela música que você escuta e tem vontade de se apaixonar, ou se está apaixonado é impossível esta pessoa não vir a sua mente, apesar da canção não se aplicar somente a pares românticos! Há como se declarar a um amigo, pois não é somente seu namorado ou namorada que pode te tirar da escuridão, aquele garoto ou garota que acompanhou tantas fases da sua vida também pode te mostrar a luz que você tem dentro de você! Pode forçar você a não esconder sua tristeza e assim, sorrirem juntos. A performance de Goose House em seu próprio “estúdio” é encantadora e digna de ser vista de novo, de novo e de novo. Por fim, a música combina perfeitamente com o que o protagonista Kousei sente ao se encontrar com Kaori em Kimi Uso.

Menção honrosa do kokoro: LiSA -「THIS ILLUSION」

DAREEEEEEEEEEEEEEKA NO TAME NI IKITEEEEEEEEE! KONO TOKI GA SUBETE DE II DESHOU! MISEEEEEEEEEKAKE NO JIBUN WA SOTTO SUTETE! TADA ARI NO MAMA DEEEEEEEEEEEEEEEEEEE! Meu TOP 10 já estava fechadinho, aí a ufotable nos dá a surpresa de fazer a LiSA cantar a clássica música tema da visual novel de Fate/Stay Night e primeira opening da adaptação da DEEN, disillusion, ou melhor THIS ILLUSION! Estava desacreditada que o estúdio teve a genial ideia de inserir esta canção ao fim do episódio doze de Fate/Stay Night: Unlimited Blade Works. Ficou perfeito. Não li/joguei as VNs de Fate, mas ainda assim foi épico ouvir essa música novamente porque a última vez foi anos atrás quando vi aquela adaptação da DEEN em série de TV. Foi um animê que gostei e me marcou muito por conta desta música também, e como ela me impactou novamente, apareceu como destaque neste post. E não podiam ter escolhido melhor cantora pro vocal né? Minha idol de aba reta mita demais, socorro! AGORA VAMOS FICAR NA TORCIDA PRA ESSA SER A OPENING DO SEGUNDO COUR DE FATE, MANOLOS! JÁ PENSOU? DHAKJSHDKSAHDKSJAHDKSAJHDKSJAHDKSA SE ISSO ACONTECER É PORQUE A UFOTABLE QUER FAZER O MELHOR ANIMÊ DE 2015 e porque…

Viver por alguém é deixar que o momento conte por tudo! Gentilmente, desfaça-se da máscara que você usa e seja quem você é agora…

É isso aí! Minha lista de melhores anisongs do ano chega ao fim e apesar de ter sido difícil fazer estas escolhas, visto que as selecionei de uma lista que continha 63 músicas, confio que foram as mais justas. Entretanto, é inegável dizer que o ano se encerra de forma extremamente positiva para as anisongs e J-music de modo geral, pois 2014 trouxe muitas surpresas se tratando de artistas, músicas ou boas animações nos temas de abertura e encerramento. Meu desejo é que 2015 seja ainda melhor para a música japonesa, mas também para você que está lendo este post. FELIZ ANO NOVO, ALQUIMISTA AVENTUREIRO! Desejo meus sinceros agradecimentos e um ótimo início de ano a ti! Tenha orgulho de si por tudo o que viveu até aqui! Que você tenha sucesso! E lembre-se que o G da conquista ou reconquista está sempre no G da coragem🙂

Texto escrito por uma certa garota científica @NanyShidou

KimiUso08_012

Curta nossa página no Facebook!

2 comentários sobre “As 10 melhores anisongs de 2014 (Parte 2)

  1. Saudações

    Desculpe-me, nobre, mas meu comentário vai começar com uma diferenciação crucial…
    Tenho, por mim, que Aldnoah.Zero teve sim uma das melhores OSTs do ano. E se este foi um dos piores trabalhos do Sawano (como colocado em suas palavras) então ele é alguém muito mais do que acima da média. Gostei de cada trilha e cada insert song. Esta especificamente, que tu colocaste no post, me cativa muito.

    Ah, Nana Mizuki…
    Esta música de Cross Ange, outro anime que merece forte destaque em OST deste ano que finalizará brevemente, é linda demais. Bonita, encantadora e altamente apaixonante. E preciso me segurar para conter minha devoção aqui…

    Este anime, Gundam G no Reconguista, não assisti…
    Mas o toque da música me soou similar em demasia às trilhas de animes como Haikyuu! e Ping Pong the Animation. Gostei bastante do enfoque e de como o instrumental e vocal atuaram harmoniosamente.

    Hum…
    Bancarei o chato aqui e peço desculpas à isto. O ritmo musical da abertura de Kiseijuu me soou muito melhor que a de Shingeki no Bahamut e, por esta razão, a dos aliens teria colocado no post sem nem pensar duas vezes e lugar da que tu citaste.
    Mas me senti bem impressionado aqui, nobre amiga, pois jamais imaginei que tu curtisse musicas mais rock progressivo/pesado/afins. Me soou bem interessante e chamativo (positivamente) isto.

    Shingatsu não requer explicações…
    A música do último episódio de Fate UBW não requer explanações…
    A concisão entre as dias se faz com perfeição por si próprias…
    Melhores citações para todo o sempre, nee…

    Quando tu ver meu post, notará que me fixei apenas em OPs e EDs e que, ainda assim, meu gosto se mostrou bem diferente do vosso. Mas me parabenizo bastante, pois foram dois ótimos posts estes os seus.
    É sempre bom ler uma opinião mais aguçada de quem entende muito de j-pop music, fora outros atenuantes de seiyuus e afins.

    Muito bom mesmo, amiga Nayara.

    Até mais!

    • Pode apostar que a OST de Aldnoah é a pior do Sawano, Carlirio. E sim, ele é um compositor e instrumentalista muito acima da média! Tenho certeza que se você parar para ouvir a OST de Kill la Kill, Shingeki no Kyojin ou Guilty Crown verá que qualquer uma dessas três é superior a de Aldnoah. Ainda não ouvi outra OST que ele compôs este ano, que é do animê Nanatsu no Taizai, mas pretendo fazê-lo pra verificar como foram suas composições ^^. De qualquer forma, acho que de todas as que ele compôs até hoje, a de Guilty Crown é a melhor de todas.

      Da Nana, acho até injusto falar dela novamente porque o você me escuta falando já é mais o que suficiente a fim de saber minha opinião Hhahahahhahahahaha

      Essa música de G-Reco é muito e as menções que você fez são justas para comparações😄

      Escolhi Bahamut pela dificuldade de tocar a canção com instrumentos, mas a de Kiseijuu também é muito boa, não posso negar ^^ E caraca, sério que você não sabia que eu gostava de rock pesado, nii-chan? Obviamente nesses anos tenho escutado mais pop que qualquer coisa, mas eu AMO rock e metal! Sempre que posso escuto e exatamente por isso que adoro tanto músicas com ritmo mais agitado, tenho certeza que isso é muito pela influência de ouvir rock desde os 12 anos, mas acredito que minha fase mais “revoltada” foi quando mais escutei quando tinha uns 16 anos.

      Shigatsu e Fate é meio praticamente inquestionável quando se fala do anime ou músicas, né?

      Verei seus posts logo mais e obrigada por tudo, Cacá-dono.

      Até 2015🙂

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s