M3: Sono Kuroki Hagane – A união de animês clássicos sob a visão obscura de Mari Okada

M3SonoKurokiHagane_Episode04-Emiru-Heito2

World of us Re:REMEMBER ♫

Como você escolhe os animês que quer assistir, caro leitor? Depende do seu humor? Depende do estúdio e staff responsáveis pela animação? Depende do enredo? Depende dos traços? Se muitas pessoas assistem? Tudo isso e mais um pouco? Bom, pra mim varia bastante de animê para animê, alguns até comecei a assistir só porque um(a) seiyuu estava no elenco – vide as franquias Symphogear e Dog Days – ou porque achei a opening um máximo, ou seja, escolhas totalmente aleatórias. Entretanto, muitas vezes também escolho dar chance a uma animação caso veja que aqueles por trás das “câmeras” sejam pessoas altamente reconhecidas na indústria dos animês.

M3SonoKurokiHagane_Logo

No dia 13 de março de 2014, o estúdio Satelight anunciava que seu animê da temporada de Primavera 2014, M3: Sono Kuroki Hagane, seria dirigido por Junichi Sato, os scripts escritos por Mari Okada e o design dos mechas ficariam sob cuidados de Shoji Kawamori. Quando vi esses três nomes juntos só pude pular da cadeira e esperar para assistir algo épico, não pensei duas vezes e disse para mim mesma: “EU PRECISO VER este animê porque esses três mitos farão algo digno”. Sato dirigiu todas as animações de Sailor Moon, precisa falar algo mais? Precisa! Ele é a mente por trás do meu terceiro animê favorito, Kaleido Star, e exatamente por isso fiquei curiosa pensando em como ele poderia guiar inúmeras pessoas produzindo um animê com um clima mais pesado. Ver animês que Okada participa virou quase uma obrigação pra mim, seus scripts em Ano Hana e Toradora foram excelentes e você consegue perceber as características da roteirista presente nas obras. E o que falar do Kawamori? Ele é o gênio que criou todas as animações de Macross e bastou eu assistir somente Macross Frontier para admirar o seu trabalho. Não tinha como não assistir M3 com essa galerinha cuidando do animê e a análise abaixo é referente aos quatro primeiros episódios da animação.

M3SonoKurokiHagane_Episode02-Argent

M3 se mostrou muito irregular em seus primeiros episódios chegando até decepcionar em alguns momentos. A estreia se mostrou sólida, mas comum ao mesmo tempo, não foi algo impactante, mas também não foi ruim. O segundo episódio pareceu que iria alavancar a obra com uma morte logo no início e com as aparições do psicopata Heito, do mecha Argent e de uma personagem misteriosa, além de também mostrar que o protagonista Akashi tem potencial para algo maior.M3SonoKurokiHagane_Episode02-Heito O episódio três descarta toda a tensão do anterior sendo um grande balde de água fria e mesmo Sasame dando às caras, esta é tão sem sal que é como nem estivesse ali. Pra falar bem a verdade, me irritei ao ver o episódio! Parem de só jogar fatos na minha cara, parem de colocarem inúmeras dúvidas na minha mente, pois quero respostas também, ou seja, parem de enrolar e falem logo qual é a dessa história! A trancos e barrancos, veio o episódio #04, que foi infinitamente o melhor até aqui e apesar de também ter se perdido em alguns momentos – com vários diálogos sem sentido – conseguiu me dar motivação pra continuar a ver a obra e me inspirar para escrever os próximos parágrafos.

Neste episódio recuperei a confiança no time que tanto exaltei anteriormente, me pareceu até que o ritmo arrastado anteriormente foi proposital visto que o animê terá 24 episódios e muita coisa pode acontecer. De qualquer forma, o quarto episódio me fez ver o porquê que queria tanto assistir M3: Sono Kuroki Hagane, o porquê de querer acompanhar a jornada desses oito jovens que sofreram com a chegada de uma raça alienígena assim como toda a humanidade.  AQUI O BAGULHO FICOU LOUCO, MERMÃO! SOCORRO! Primeiramente, consegui ver nestes 24 minutos referências de vários animês clássicos dentro do universo de M3, mas claro que em um ambiente e personagem mais dark.

M3SonoKurokiHagane_Episode04-Emiru

M3SonoKurokiHagane_Episode04Parando pra pensar, se o enredo gira em torno de oito jovens escolhidos para salvar o mundo, sendo eles a última esperança da humanidade e tendo conexão entre si desde a infância, isso é Digimon Adventure! Não sei a certo se realmente Okada usou isso como base, e até espero que esteja viajando, mas que este episódio lembrou este clima de Digimundo, lembrou sim. Outra referência? A personagem Sasame, por exemplo, poderia ser facilmente vista como uma Ranka Lee de Macross Frontier piorada, não acham? Ela parece mostrar uma certa conexão com os inimigos, canta toda hora e parece sofrer de perda de memória. Estaria Okada pedindo algumas dicas pro Kawamori? M3SonoKurokiHagane_Episode04-HeitoNo papel, ele é só responsável pelo design dos mechas, mas vai saber. Ainda sobre as personagens o Heito é muito o Accelerator de To Aru Majutsu no Index e até por isso é disparado o personagem mais interessante até aqui ao lado da Emiru, que seria uma Asuka de Neon Genesis Evangelion de acordo com uns, apesar da minha pessoa conseguir ver muito mais uma Saki de Kakumeiki Valvrave. Entretanto, é inegável que as três sejam similares visto que elas querem só uma coisa: serem amadas. Cada uma tem sua própria razão, mas no fundo elas só querem alguém que cuide delas, que as amem como todo ser humano merece, e que principalmente as aceitem do modo como são.

M3SonoKurokiHagane_Episode04-Akashi-Emiru

Este desejo que move Emiru é que faz com que a última cena do episódio #04 seja tão impactante, por exemplo. Se pararmos pra pensar, o modo como ela é apresentada é o pior possível, desde o início se mostra uma personagem irritante, que quer chamar a atenção e que se comporta com uma garotinha fútil! “Para de correr atrás do Akashi! Ele nem liga pra você, Emiru!”, aí o que a Okada faz? Faz a gente ficar com dó dela! Isso mesmo! Depois que você entende seus motivos, depois que você a vê chorando e sofrendo, não tem como não ter pena, não tem como não torcer pela felicidade dela. “Desculpa por ter te chamado de chata, Emiru” foi o que pensei depois de ter assistido o quarto episódio.

M3SonoKurokiHagane_Episode04-Emiru-Heito

Vi muitas pessoas tentando explicar o que havia acontecido ali! “O Heito foi pra cima da Emiru e por que ela resistiu no começo e depois parou?” A teoria mais coerente que me veio à mente foi que ela parou de resistir ao Heito e logo em seguida começou a chorar, pois se sentiu feliz ao mesmo tempo que repulsa de sua existência. Repararam que o Akashi fala a todo momento que ela cheira mal? Mas não é só ele, pois quando era menor, os colegas de classe dela falavam que ela cheirava como uma velha em um flashback, e a fim de disfarçar isso Emiru passou a trabalhar como faxineira da escola tentando esconder este odor, que muito provavelmente é o cheiro que exalam os Admonitions, humanos que se transformaram em monstros e agora assombram a realidade das personagens. A minha confirmação veio com o Heito dizendo que ela cheirava bem e que sempre procurou isso em alguém, o problema é que ele é um psicopata e você não se sentiria mal se um te adorasse pelo mesmo motivo que todos te odeiam? Mas ao mesmo tempo, ninguém nunca disse a Emiru uma vez na vida que ela cheirava bem e provavelmente nunca passou na cabeça dela que um dia poderia ser desejada por alguém. M3SonoKurokiHagane_Episode04-Emiru-Heito3Finalmente alguém a notou, como não ficar feliz? Não foi isso que ela sempre quis? Pode não ter sido do jeito que a mesma esperava, mas alguém finalmente a aceitou como ela é e por isso ela parou de resistir, pois apesar da repulsa de si mesma também ficou feliz. Perturbador? Talvez, mas fez sentido pra mim ela chorar por causa disso. Fato é que os próximos episódios devem desenvolver ainda mais a personagem, portanto suffering is coming! Acredito na possibilidade dela se transformar em Admonition no fim do primeiro cour (episódio 12) pra ver se o Akashi acorda pra vida visto que eles estão criando uma conexão. Agora ele vive muito mais por seu passado do que no seu presente e futuro, então quem sabe um impacto desta proporção não o faça mudar de atitude. Há muitas perguntas para serem respondidas, mas ao menos a Emiru fez as coisas ficarem interessantes.

M3SonoKurokiHagane_Episode04-Emirucries

Sobre outras aleatoriedades do episódio #04, algo que também chamou atenção foi a experiência de mandar todo mundo pra ilha de Lost a fim de fazer um experimento, que leva a crer que era pra ver o nível de sincronia que cada um dos oito jovens têm para com o outro formando os casais que caminhando juntos, sendo a Emiru compatível tanto o Akashi quanto o Heito.

Por conta disso é claro que o lado shipper da força chegou no animê também gerando inúmeras discussões, e por isso acho justo registrar minha opinião. Manolos, se for pra falar em OTP, por enquanto não vi nenhum em M3, mas se fosse pra apontar algum seria a dupla Iwato e Raika, que desde o primeiro episódio mostram ter uma interação boa. Não consigo gostar da dupla Maki e Sasame de jeito nenhum, pois individualmente ambos me parecem inúteis. Akashi e Emiru estão começando a criar uma ligação, mas é visível que ali é totalmente one-side por parte dela, e se por conta disso ela vai decidir correr para os braços do Heito ou não é outro assunto a se observar. De qualquer forma, o triângulo amoroso mais sólido da obra por enquanto é Emiru x Akashi x Sasame, e caso se desenvolva como qualquer outro da franquia Macross ficaria muito feliz. Ajuda a Okada aí, tio Kawamori!

M3SonoKurokiHagane_Episode04-Iwato-Raika

M3SonoKurokiHagane_Episode04-Akashi-Sasame

Resumindo, M3 se mostra uma obra irregular, mas este episódio #04 criou uma expectativa muito grande para o próximo, pois Okada conseguiu explorar bem o lado psicológico da personagem Emiru, que vem sendo o grande destaque dos primeiros episódios. O jeito agora é acompanhar e assim como fala um trecho da música de abertura, Re: REMEMBER, cantada pela diva May’n, parece que M3: Sono Kuroki Hagane fará com que seus dias virem noite e noites virem dia.

RAILGUN-likefacebook

Um comentário sobre “M3: Sono Kuroki Hagane – A união de animês clássicos sob a visão obscura de Mari Okada

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s