Review: Love Hina [Edição Especial] – Vol. 01

LoveHina[EdiçãoEspecial]-01_DSCF1418

Sejam bem-vindos a Pensão Hinata (de novo…ou não)!

1. INTRODUÇÃO

LoveHina_review1

Love Hina é uma obra-prima do famoso mangaká Ken Akamatsu e foi publicada de 1998 a 2001 na Weekly Shonen Magazine (sim, esta é a revista que publica Fairy Tail atualmente) e tem o total de 123 capítulos coligidos em 14 volumes tankobon. No Brasil, a obra chegou apenas em 2005 e foi publicada em formato meio-tankobon resultando em 28 volumes que conquistaram muitas pessoas, inclusive eu. O mangá conta a história do pré-vestibulando Keitarô Urashima que já reprovou por 2 vezes ao tentar sua entrada à Universidade de Tóquio, Toudai, porque fez uma promessa de 15 anos atrás que se encontraria na Universidade com uma garotinha que nem lembra o nome e o rosto, mas sua insistência o faz ser expulso de casa por seus pais e acaba parando na pensão de sua vó, porém, quando ele chega ao local descobre que na verdade é um alojamento feminino atualmente e aí você já pode imaginar a confusão que acaba acontecendo.

2. QUALIDADE GRÁFICA

Assim como as edições especiais de Card Captor Sakura e Rurouni Kenshin não decepcionaram os fãs, esta edição de Love Hina não poderia ser diferente. Gostei que a JBC ousou um pouco e decidiu fazer com que a capa e a contra capa tivessem imagens diferentes apostando em um agrado aos fãs mais antigos da obra como aqueles que terão seu primeiro contato. Acredito que a intenção tenha sido chocar logo de cara também, pois se a primeira vista temos uma capa inocente apresentando as principais garotas da Pensão Hinata, a contra capa é um apelo sexual com Haruka, Kitsune e Naru de toalhinha para todo mundo que curte um bom ecchi comprar logo de cara. O bom é que quem compra pra ver ecchi fica feliz e quem compra pela história também. LOL

LoveHina[EdiçãoEspecial]-01_DSCF1420

LoveHina[EdiçãoEspecial]-01_DSCF1425

As páginas internas em papel offset são realmente maravilhosas também, bem melhores que o papel Brite 52g usado pela editora, ou até o papel Brite 47g usado pela concorrente Panini. As páginas coloridas – que encontram-se logo abaixo de alguns tópicos deste post – também são muito atraentes, sendo um ponto extremamente positivo.

3. TRADUÇÃO

LoveHina_review

Quem leu a primeira edição de Love Hina em meio-tanko sentirá uma certa diferença com algumas expressões adaptadas, e apesar de não me lembrar muito bem das falas de cada personagem eu percebi esta diferença, mas de forma alguma desagradou, os diálogos são completamente bem compreendidos logo de cara e a história acaba criando um vínculo muito forte com o leitor, mostrando extrema leveza na leitura, portanto ela agrada de qualquer forma. Aos novos leitores, não há nada a reclamar, tudo está perfeito para vocês se tratando disto.

4. PREÇO

LoveHina_review3

Por toda a qualidade gráfica e tradução/adaptação bem feitas, os R$ 14,90 que editora JBC cobra para adquirir o mangá é bastante justo e bem gasto. São apenas 14 volumes, então dependendo do seu orçamento vale muito a pena se comprometer com Love Hina por praticamente 1 ano, e não é só o preço que vale a pena não hein? Leia o próximo tópico e saberás a outra razão.

5. CONSIDERAÇÕES FINAIS

Uma história criada por um gênio, um enredo empolgante, personagens carismáticas e uma edição digna para colecionar, tudo isso poderia simbolizar bem esta volta de Love Hina ao Brasil em uma edição especial, mas nem mesmo o melhor redator do mundo poderia por em palavras o quanto isto significa ao mundo dos mangás e animês. É bem verdade que este mercado está crescendo bastante no Brasil agora e há muitos títulos bons atualmente, entretanto, há muitos clássicos dos anos 90 que devem ser venerados, e Love Hina é um deles. É um clássico ecchi com muito shonen, ou um clássico shonen com muito ecchi (LOL) que não pode passar despercebido por nenhum otaku e a JBC deu uma boa oportunidade a nós de adquiri-la mais uma vez, portanto corra para a banca de jornal mais próxima e adquira o seu volume, pois sim, você está perdendo um dos melhores clássicos dos anos 90 ignorando o pobre ronin Keitarô e as sensuais garotas da Pensão Hinata.

LoveHina[EdiçãoEspecial]-01_DSCF1423

6. SURTOS COMENTÁRIOS DE UMA FÃ

Love.Hina.full.257737Meus pedidos foram realizados – leia o último parágrafo deste post – e nunca pensei que fossem atendidos. Relançamento de Love Hina no Brasil? Ah, piada pronta e velha! Mas agora não mais, a galerinha do balneário Hinata voltou mesmo pro Brasil, eu poderei ver novamente toda a saga no ronin Keitarô tentando cumprir sua promessa com minha personagem preferida do mangá! Não acredito! Não caiu a ficha! Peraí, Love Hina não era aquela obra que fica no meu TOP 5 de mangás e que eu nunca poderia completar a coleção porque não existem mais volumes meio-tanko na editora? Sim, é esta mesma, mas agora não mais! Love Hina está aí para velhos e novos leitores em uma edição especial bastante caprichada que conseguiu arrancar lágrimas. Foi de fato emocionante, eu chorei igual um bebê relendo um dos meus mangás favoritos, as características marcantes de todas as personagens, principalmente o Keitarô, me emocionam muito! LoveHinaManga-1Ver o quanto aquele garoto pode se esforçar por conta de uma simples promessa é algo extremamente admirável! E eu também achei divertida a leitura não só pelas cenas echiis e engraçadíssimas do mangá, mas porque na época em que li Love Hina pela primeira vez eu tinha 13 anos, estava na sétima série e vestibular era a última coisa que poderia pensar, mas mesmo assim eu me inspirava no esforço do Keitarô e na inteligência da Naru, eu queria ser uma adolescente divertida como aquele casal bobão era. Hoje, estou com 20 anos, no terceiro ano de Química Bacharelado, eu seria uma espécie de senpai (veterena, em Japonês) para os dois. PUTZ, ISSO É MUITO ESTRANHO! As personagens que um dia eu admirei, hoje eu veria como pessoas que gostaria de proteger e guiar, é como se eu tivesse entrado numa máquina do tempo, que loucura!

love-hina-wallpaper-naru-keitaro-1024x640

Minha visão hoje ao reler esta obra com certeza será diferente, então é mais um motivo para curtir as aventuras da turma de Hinata-sou, sem contar que reler Love Hina me fez refletir um pouco sobre mim:“Você sempre admirou estas duas personagens em especial e de certa forma elas te influenciaram no seu crescimento pessoal, então depois de entrar na faculdade você realmente acha que cresceu do jeito que queria? Você colocou em prática tudo o que Keitarô, Naru, as personagens de Love Hina e todo este universo de Ken Akamatsu ensinaram?”. É, meu amor com Love Hina é muito maior que eu pensava, e a partir deste questionamento feito a mim mesma percebi isto com uma maior intensidade e talvez tenha sido por isso que também derramei lágrimas, foi um turbilhão de sentimentos reler este primeiro volume e mal posso esperar o segundo!

128816460_e7e43b75d0

Eu espero que Love Hina seja para você, caro leitor, algo tão importante quanto é para mim, ou que ao menos você possa se divertir tanto quanto eu me divirto. Eu realmente recomendo a obra por inúmeras razões, e pode não ser o mangá mais genial do mundo, mas pelo menos aborda e transmite o melhor sentimento que existe e o que realmente o mundo precisa: O amor.

Acompanhe o blog em nossa página no Facebook!

6 comentários sobre “Review: Love Hina [Edição Especial] – Vol. 01

  1. É uma pena eu já ter a edição antiga(ou não já que me traz boas recordações) senão pegaria essa.A contracapa era a capa do volume 2 da coleção antiga.Hoje eu sou mais velho que o Keitarô e a Naru,mas continua fantástico ler Love Hina,a melhor e mais engraçada comédia romântica de todas

  2. Não tenho muito o que falar, pois tenho medo de falar demais, então vou resumir o que penso da obra em uma palavra: fantástica.😄

    Muito divertida, adoro a idéia da pensão e do harem das garotas cada qual com sua personalidade e toda a obra é muito boa: compra obrigatória.

    E sim, passa o sentimento como poucas obras conseguem fazer.

    Fica a dica para os fãs de mangá: leiam Love Hina pois é diversão na certa.
    Fora isso: parabéns de novo pelo post o/

  3. eu estou colecionando eu n comprei a meio-tanko entao to aproveitando e complando o tanko normal e serio love hina pra mim e o melhor manga de comedia romantica q li amo muito love hina ainda n completei e vi os cap q n li em sites mas era meio confuso entao n entendi muito bem mas mesmo assim o final do manga foi pra mim a melhor coisa q pode acontecer em um manga como love hina onde os protagonistas se amao (apesar da naru meio q nega isto) mesmo assim love hina pra mim e um dos melhores mangas q li na minha vida provavelmente vou lembrar de love hina pelo resto de minha vida obrigado Ken Akamatsu por ter nos feito uma obra muito boa obrigado mesmo por eu poder ler esta obra hj em dia eu ainda n vou conseguir expressar o pq amo love hina mas mesmo assim nunca vou esquecer love hina obrigado mesmo Ken Akamatsu e JBC por ter trazido love hina pra o brasil.

    • Olá, Adrian o/ Desculpe a demora para responder, mas vamos lá ^^

      Poxa, eu fiquei feliz ao ler seu comentário e saber que alguém compartilha o mesmo sentimento que eu em relação ao mangá. E é como você disse, é difícil descrever por que gostamos tanto de Love Hina, mas gostamos. É um mangá que traz um feeling incrível e para quem aprecia uma comédia romântica é o melhor, para mim😄

      Obrigada pelo comentário e ficamos na torcida dessa edição ser um sucesso e alcançar mais pessoas com sua trama divertida e única❤

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s