Comentários: Medaka Box Abnormal #07

“As melhores coisas vêm do inferno.”

Que episódio teeeeeeenso! Parecia que estava vendo Eva tamanho conteúdo psicológico forte que o episódio continha, os temas foram interessantíssimos e diria que até um pouco pesados e totalmente fora do senso comum. Impressionante como Medaka Box tem um conteúdo recheado de subjetividade, jogo psicológico e reflexão. Será que o mangá caiu tanto assim desde esse arco Flask Plan para estar nas últimas posições da Jump? Ou é só mal compreendido? Será que é por que temos uma protagonista feminina em um shounen e os japoneses deixam sua cultura bem antiga tomar conta de si? Infelizmente eu não tenho uma resposta para isso, mas vamos falar do excelente episódio.

Antes, vamos começar pela parte mais “leve” do episódio: a luta entre Koga-chan e Akune. As habilidades de combate especiais de Akune somado ao seu raciocínio rápido logo descobriram a fraqueza até então da invencível Koga Itami, a best pain. Interessante que até seu codinome tinha um significado profundo e biológico inserido. Isso mostra o quanto o autor Isin Nisio se preocupa com sua obra e cada detalhe que ela pode possuir. Pode ser que seu enredo seja simples até porque o ambiente é uma escola, entretanto ele sabe trabalhar tão bem as personagens que você fica fascinado com algo que até então era simples. A adaptação para o anime segue o mesmo padrão e passa as mesmas informações sem muita enrolação trazendo até mais emoção e agonia em algumas cenas como os gritos ensurdecedores da “Ultraman” Koga-chan. Que fantástico battle shounen!

Quem roubou a cena no episódio sem dúvidas foram Maguro e Kujira Kurokami. Aliás, até Medaka roubou a cena! O que foi aquela audição ultra mega Power eficiente? Como ela consegue ser tão anormal e fofa ao mesmo tempo? Eu quase chorei de emoção ao ouvir aquele fofo “Kuji-nee” sair de sua boca no último segundo do episódio fazendo da personagem uma mistura de inúmeras facetas, mas que são todas simples de entender. Isso que é legal na Medaka, ela é a mais anormal de todas as personagens ao mesmo tempo em que a mais simples delas, todas suas crises e atitudes são simples, seus sentimentos são simples e estes só não superam a simplicidade de Zenkichi senão não faria sentido chamá-la de anormal.

E que família anormal, ein? Maguro e seu mundo que gira em torno das irmãs é fofo e problemático ao mesmo tempo, e mais problemático eu diria. Além da crítica do mangaká para os irmãos fanáticos que só pensam nas suas irmãs de um jeito não tão fraternal, essa questão do personagem fazer seu mundo girar em torno de duas pessoas não é algo muito saudável.

Maguro não chega a sufocar suas irmãs e fazê-las viverem em um castelinho de cristal só para ele, porém ele acaba por não expandir seu mundo, não cria novos laços com outras pessoas por achar que suas irmãs já são o suficiente sendo ruim para todos. Além de ele não criar novos laços ele faz com que suas irmãs se afastem cada vez mais dele: Kujira resolveu se afastar das pessoas de modo geral, não seria Maguro um dos responsáveis? Claro que seria injusto colocar apenas a culpa nele, porque ela por si só é problemática, mas ele pode ser muito bem um dos catalisadores disso tudo. Medaka respeita o seu irmão com ressalvas, não acho que ela aguentaria conviver muito tempo com ele. A prova de que ele não está nem aí para outras garotas foi no episódio inteiro olhar fixamente para Naze-chan, e ele só despertou interesse em Zenkichi em episódio anteriores porque isso interferia totalmente no futuro de Medaka, “será que esse garoto é capaz de proteger minha irmã que o tanto ama?”.

Pra finalizar, a personagem mais interessante de longe da obra até aqui: Kujira Kurokami. Uma personagem que quebra o maior paradigma da sociedade: a busca pela felicidade. As pessoas vivem para isso, elas buscam em algo, alguém ou em si mesmas a felicidade, todas as suas atitudes ou a maioria delas gira em torno disso, o resultado final sempre é ficar satisfeito ou ser feliz, isso é o que é considerado normal pela maioria das pessoas. Como vimos, Kujira-chan busca o sofrimento, a dor, a morte, evita o contato humano e a felicidade, tudo o que é contrário ao que o senso comum prega. Uma personagem masoquista e complexa de entender para quem busca a felicidade constantemente como eu. Complexidade que aliás não é só refletida em sua personalidade, mas também em sua própria aparência. A própria personagem revela que esconde seu rosto para não chamar atenção, por ser bonita ela acaba ficando complexada e isso acontece com muitas garotas, não? A própria Kujira mostra sofrer com seus enormes seios, ela não usa sutiã porque é “um saco”, mas no fundo isso é uma crítica para aquelas garotas que não aceitam o crescimento de seu corpo ou ficam muito incomodadas com o tamanho de seus seios buscando até cirurgia para diminui-los. Nenhuma garota gosta que falem do seu corpo dessa forma, por isso sempre rolam aquelas briguinhas na escola se o garoto fala muito a respeito disso ou de qualquer coisa que envolva sexo e desejo carnais.

Até crítica para o famosinho jogo stip poker teve aí nesse episódio. Foi em tom de comédia e visando fanservice que vimos Maguro e Kujira tirarem suas roupas, mas no fundo dá aquela impressão de um strip poker com regras diferentes, então ao invés de jogar dados vamos fazer o Akune e a Koga-chan lutarem e dependendo do resultado os Kurokamis tiram a roupa. Isso realmente me surpreendeu, Medaka Box sempre me surpreende diga-se de passagem.

Entretanto, apesar de toda essa complexidade por trás de Kujira, mesmo ela tendo recomeçado sua vida 6 anos atrás, ela ainda é uma humana e por mais que fale que adora sofrer e não gosta das pessoas, por que ela se preocupa com Koga-chan? Por que a Koga-chan é cobaia dela? Por que ela também gosta de sofrer? Pode até ser, mas é porque Kujira, como qualquer outra pessoa, sempre vai buscar contato humano e mesmo não buscando você acaba tenso seja bom ou ruim. Um forte laço entre as duas já foi formado e quem sabe com a chegada da deusa Medaka, Kujira possa aos poucos deixar essa complexidade de lado buscando um pouco mais de felicidade.

O episódio foi tão bom, que além de todas essas reflexões ainda ficou uma incógnita sobre o que Kujira pode ter injetado no corpo de Maguro mostrando que apesar de já termos passado da metade da segunda temporada do anime ainda teremos bastante emoção com as revelações no desfecho do arco que parece ser excelentes. Este episódio foi tão bom quanto o quinto, sem dúvidas um dos melhores de toda a série até aqui.

Eu não sabia se surtava de alegria e fofura, ou se duvidava se a Kuji-nee tava fingindo.

Quebra tudo, Medaka! ~ Simplesmente AMEI essa cena *-*

Anúncios

Um comentário sobre “Comentários: Medaka Box Abnormal #07

  1. Talvez Medaka sofra o mesmo problema de Bleach: é complexo demais para o público da Jump.Isso limita o seu Fandom.E é claro tem gente que não gosta de ver ecchi então…
    Essa personagem Kujira vei o de Evangelion só pode!ela não é normal(literalmente)
    creio eu que as irmãs vão lavar a roupa suja no capítulo que vem e tem algo a mais nesse estranho comportamento da garota.Será o caso clássico de riqueza que traz mais dor que felicidade?
    a temporada tá na metade mas vai ser difícil esperar ano que vem (se continuarem) pela próxima!Medaka é absolutamente SENSACIONAL E SEM DÚVIDAS É UM DOS MELHORES DA SHONEM JUMP

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s