Comentários: Bleach #504

Bankai! Koukou Goryou Rikyuu!

O capítulo começa com uma atitude totalmente sem noção, sem honra, sem orgulho, sem princípios. Tem coisa mais ridícula que ver um quincy usando uma bankai? Não são eles os seres que mais desprezam e odeiam os shinigamis? O que importa é vencer essa guerra sangrenta e o resto que se dane não é? Roubar a bankai dos taichous já foi um ato total de covardia, mas usar os poderes dos inimigos é pior ainda! Sim, hoje em dia as pessoas são assim, não importam os meios que serão usados, o que importa é a vitória. Triste? Sim e muito, mas são fatos vistos no real world e nesse arco de Bleach. ^^

Enfim, o foco do capítulo não eram os valores da humanidade,  dos quincies ou shinigamis, mas sim uma relação de respeito, admiração, companheirismo dos tempos mais remotos da Soul Society: O soutaichou Yamamoto Genryuusai e seu eterno nakama e fukutaichou Choujirou Sasakibe.

Sinceramente, eu não esperava um flashback assim de cara, mas foi de fato muito bom! O Kubo sabe fazer flashbacks como ninguém, na minha opinião! O pequeno arco Turn Back To the Pendulum é um bom exemplo disso, e essa pequena história que durou um capítulo pode ser citada como outro bom exemplo desde já. Vemos o nosso Yama-jii bem mais jovem sendo chamado de Eijisai por conta da cicatriz que tem em sua testa, apelido que não gostava, mas que também o Choujirou persistiu em chamá-lo durante seu tempo de stalker (LOL). Muito estranho ver os dois personagens mais jovens, muito diferentes, principalmente o Choujirou-fukutaichou que tá mo gatão ♥_♥.

Tudo o que Choujirou queria era apenas ser o braço direito do Yama-jii desde sempre, e ao invés de descrever e modificar as palavras do já falecido fukutaichou do primeiro esquadrão, eu prefiro deixar como citação aqui no post exatamente o que ele falou no capítulo para que todos possam mais uma vez captar a mensagem singela de admiração que ele transmitiu ao soutaichou:

Eu não quero ser seu discípulo, eu estou aqui porque quero me tornar seu braço direito! Como discípulo eu só copiaria meu mestre e tentaria agir como você, Eijisai-dono. Um verdadeiro braço direito significa alcançar lugares que as mãos do Eijisai-sono não tocariam!

Choujirou-fukutaichou, você era um fofo *-* Que palavras comoventes e sinceras! Após essa declaração de amor de admiração, Choujirou prometeu aparecer dentro de um mês depois de ativar sua bankai, e claro que o Yama-jii aceitou tal desafio pedindo que o tentasse derrotar com a bankai. O próprio Yama-jii relata no capítulo que Choujirou não o derrotou, mas fez uma cicatriz em sua testa, e ainda disse que a bankai do Choujirou era uma bankai de criança o provocando, porém ao invés de seu futuro fukutaichou se irritar apenas concordou e disse que melhoria suas habilidades para corresponder o Yama-jii e ajudá-lo quando puder. Todos sabemos que ele conseguiu, até porque não havia/há ninguém na Soul Society que não saiba quem é Choujirou Sasakibe.

A cicatriz feita na testa de Yama-jii fez com que seu apelido mudasse para Juujisai, causando total conflito e culpa para o Choujirou e a fim de fazer com que ele não se sentisse mal, eis que Yama-jii adota o nome Genryuusai. *-* Ai que FOFO isso! Você mudar o seu nome por conta de uma pessoa que realmente se importa,  sem comentários! É perfeita demais essa relação de taichou e fukutaichou dos dois, realmente comovente e surpreendente.

Depois disso, o capítulo retorna para os dias atuais com Driscoll acertando um golpe no Yama-jii com a bankai de Choujirou, e para o surto geral da galera o nosso soutaichou revida de um jeito épico: “Choujirou, a bankai que você demorou para fortalecer certamente não era desse nível” e dá-lhe golpe de chamas no quincy!

Capítulo muito bom mostrando o relacionamento entre dois personagens míticos que tem certa importância na narrativa de Bleach, e que estão se mostrando fundamentais para os acontecimentos relacionados ao arco atual, já que tivemos a morte de Choujirou-fukutaichou tempos atrás e uma cena tensa de Mayuri dizendo ao Yama-jii que ele é o culpado pelo líder dos Quincies ainda estar vivo. Bleach voltará aos eixos pouco a pouco e tenho fé nisso, esse capítulo foi só uma amostra dessa guerra e espero que assim continue, e como é o arco final do mangá é normal o Kubo dar um pouco de destaque para cada personagem da história, e se as histórias dos personagens forem tão boas quanto essa será maravilhoso!

Só para fechar o post com chave de ouro, uma imagem do capítulo 486 de Bleach que agora tem muito mais significado para os fãs que antes, não? *-*

4 comentários sobre “Comentários: Bleach #504

  1. Eu adorei esse capítulo foi o melhor dessa saga,como já foi dito foi uma relação admirável a desses dois.Eu não imaginava um flashback do Yama sempre com aquela cara de FDP e agindo de maneira tão fria me surpreendeu. “Eu sinto sua angústia.A Bankai que você sofreu tanto pra desenvolver,não era fraca assim!” OMG.toda vez que o Yama aparece o cara consegue impor respeito!Queremos mais mestre Kubo

  2. Sensacional capitulo de Bleach, mais sensacional ainda é a análise de Nany Alchemista!!!hehehe!Confesso que me decepcionei com o comandante ao longo do anime ou mesmo com Tite Kubo que nunca lhe deu o destaque merecido de um chefão da Gotei 13! Mas hoje mudou um pouco com esse capitulo!!!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s