Review: D.Gray-Man

Depois de meses sem um post decente no blog eu voltei empolgada visto que esse é o segundo post do dia, e se der na telha vem o terceiro, mas não vou garantir NADA. Bom, estou aqui para falar sobre um anime que vi durante toda essa semana que estava enrolando desde 2009 para ver que é:

Uma história do meu agrado. Um jovem de 15 anos chamado Allen Walker tem como profissão ser um Exorcista, um escolhido de Deus para liquidar monstros chamados de Akumas (demônios, traduzindo literalmente do Japonês) comandados pelo grande vilão da história conhecido como Conde do Milênio, ou Lorde do Milênio em algumas traduções, mas prefiro Conde.

O primeiro contato que tive com essa obra de Katsura Hoshino foi quando a Panini trouxe o título ao Brasil em 2009, antes disso não tinha conhecimento de absolutamente nada com relação ao Allen e sua galera do bem, minha amiga Marii que me emprestou o volume 1 e lembro que li na sala de aula quando estava no meu último ano do ensino médio (que feio lol). Desde o princípio gostei bastante já que adoro mangás com frases impactantes, aliás, gosto de qualquer tipo de entretenimento que te faça refletir sobre a vida isso inclui filmes, livros, músicas e outras coisas também. E me lembro de uma frase que me marcou logo de cara no início da leitura:

“Todas as pessoas têm escuridão em seus corações.”

(Allen Walker)

Vai falar que é mentira? Todos têm alguma fraqueza, alguma lembrança triste, algum problema que temos que enfrentar, alguma ferida que ainda vai cicatrizar ou já cicatrizou. E algo pessoal ainda sobre D.Gray-Man é que esse foi o primeiro mangá que li junto com alguém, eu como boa otaku sempre sonhei em ler um mangá junto com alguém, sabe? Duas pessoas juntas lendo o mangá, cada uma segurando um lado do mangá com todo cuidado para não amassar muito e as duas irem folheando página por página e comentando sobre história, SEMPRE quis fazer isso! *-* E D.Gray-Man foi um mangá que li junto com alguém, um amigo chamado Ulysses. ^^ Foi muito divertida aquela experiência, se puderem façam! 😄

Depois que li um pouco decidi procurar na internet e continuei a ler o mangá até alcançar os lançamentos no Japão, que infelizmente são mensais atualmente. Mas o anime que é bom, NADA! Porém, graças ao meu período de descanso, minhas maravilhosas férias, consegui ver todo o anime durante essa semana! Uma adaptação fiel e sensacional (apesar dos chatos fillers), mas que me trouxe uma boa perspectiva que não poderia ter só lendo os mangás. O anime trouxe mais vida a certos aspectos e também personagens que hoje tenho uma visão diferente da época que li o mangá, aí entra a questão se a adaptação foi boa mesmo ou se eu que amadureci um pouco para entender a obra da Hoshino, mas acredito que foram as duas coisas.

Vale muito a pena ver o anime primeiro e depois acompanhar o mangá, fica tudo mais claro de entender, e se for mesmo ver o anime faça o seguinte: Veja do 1 ao 13 porque os próximos episódios são fillers que acabam no 18, porém aconselho a ver os episódios 16, 17 e 18 porque o 16 pega um pouco da história do mangá e o 17 é continuação e nem é tão chato assim, quanto ao 18 vale a pena ver porque é muito engraçado já que é um suposto encontro da Lenalee com um dos cientistas da Ordem Negra, e como irmão super protetor o supervisor Komui não vai deixar barato se você ver o anime e gostar dos surtos do Komui veja esse filler porque você vai rir muito, mas se não se importa já vai pro 19 direto e sem dó! Chegando ao 19 veja o anime de D.Gray-Man até o episódio 27, porque no 28 começam mais fillers ¬¬ Depois de ver o 27 vá ao 37 que tem coisas sobre a história do mangá e é importante não perder de jeito nenhum para entender coisas mais tardes também. Bom, veja o 37, 38 e 39 e depois já pule para o 51 que marca o fim dos fillers e aí é só alegria!

Uma das melhores adaptações que já vi sem brincadeira, a trilha sonora foi muito bem escolhida tanto das aberturas e encerramentos quanto das músicas instrumentais que foram compostas por um grande músico chamado Kaoru Wada, sou fã dele porque fez um excelente trabalho em InuYasha, que é um dos meus animes preferidos e em D.Gray-Man não poderia fazer pior! A partir daqui começam alguns spoilers, então cuidado ao prosseguir. ^^ Bom, quem viu o anime ou leu o mangá sabe que uma das partes mais épicas dessa obra é quando o Cross aparece salvando o Allen dentro da Arca em Edo e quando ele mostra o poder de suas Innocences então fica mais supremo ainda! Agora olhem essa cena dele liberando a Grave of Maria, reparem na música *-* MÍTICA!

Os seiyuus também fizeram a diferença dando emoção a cada momento das personagens, mas não poderia deixar de citar que quando Norio Watanabe participa de algum anime sempre fica melhor não? Em D.Gray, ele fez o general Sokaro e vocês podem ver a atuação dele em uma das cenas mais supremas do anime: Generais em ação contra uma Noah dentro da Ordem!

A evolução da história e de cada personagem também é notável no anime, tiveram um cuidado enorme com traços e coisas do tipo que a Hoshino deu valor em sua obra original! Os efeitos durante as diversas batalhas também foram maravilhosos, então se você gosta de um shounen que faz você pensar, que tem inúmeras batalhas épicas, personagens marcantes e uma história um tanto sombria D.Gray-Man é o pedido certo para seu coquetel.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s